domingo, 28 de março de 2010

A MENTE OBSCURA DE ALEXANDRE NARDONI


Alexandre Nardoni é um daqueles indivíduos que a Psicologia rotula como "Pessoa Borderline", sujeitos que transitam, "ziguezagueiam", na fronteira entre o normal e o patológico, uma tênue linha, da espessura de um fio de cabelo.
Não é louco. Faz de louco.
São esquisitos, a ponto de se casar com duas mulheres, ambas de nome "Ana Carolina".Coincidência? Destino? No mínimo estranho...
Como Caetano Veloso bem disse: - "De perto ninguém é normal...", temos lá os nossos "traços neuróticos", mas não somos neuróticos, pelo menos a maioria...
A diferença entre Neurose e Psicose?
O neurótico imagina castelos de areia.
O psicótico mora num castelo de areia.
E o psiquiatra cobra aluguel de ambos.
E ser neurótico não é tão surreal no mundo conturbado em que vivemos, violento, injusto, doido, que para sobreviver nele é necessário uma certa dose de loucura...
Ser neurótico nem é tão grave assim... Houve um que chegou a ser Presidente da República no Brasil. Governava por bilhetinhos que enviava a Deus e o mundo, que proibiu o uso do biquine nas praias brasileiras, a briga de galo e o jogo do bicho, três paixões autênticas dos brasileiros. Virou motivo de piadas...
Renunciou intempestivamente, alegando "forças ocultas". E foi visto murmurando: -"O povo...cadê o povo?". Acabou exilado. Mais tarde foi eleito Prefeito de São Paulo, pelos dígnos eleitores...
Aterrisando de novo no caso Nardoni, Alexandre não tem apegos emocionais relevantes, não tem e nem procura calor humano, poderia ou não ter matado Isabella Nardoni. Matou porque a ocasião se fez. Foi contrariado, ou contrariaram uma das suas Anas Carolinas, a Jatobá...
São sujeitos limítrofes esses seres, não podemos nem dizer humanos, falta- lhes estofo, conteúdo, falta alma.
Lamentavelmente, existem muitos Alexandres Nardonis por aí, e pobres Isabellas inocentes também.
A repercussão que o caso teve, foi porque a mídia o elegeu em meio a tantas tragédias que assolam o momento, no Brasil, no mundo. Vejam o caso do ex-médico chinês que esfaqueou e matou oito crianças na porta de uma escola. Barbárie insana e animalesca, que nos perdoem os animas.
Leonardo Da Vinci, escreveu: "Chegará um dia, em que o homem conhecerá o íntimo dos animais, e neste dia um crime contra um animal... será considerado um crime contra a humanidade!" Estamos muito distantes deste dia contudo, pois nem um crime inominável contra um ser humano, consegue ser evitado.

6 comentários:

  1. Oba tudo bem? Estou visitando aqui seu blog e também gostaria de convidá-lo a conhecer meu trabalho no blog Ecos em WWW.ECOSDOTELECOTECO.BLOGSPOT.COM . Sucesso aí e abração!!

    ResponderExcluir
  2. Tio Beto
    Muito bom texto.

    ResponderExcluir
  3. Roberto de Lorena. Olá !
    Você por acaso possui algum parentesco em Lorena?
    Obrigada por sua visita nas "Entrelinhas".
    Vim aqui para conhecê-lo, e fiquei bastante impressionada com seu trabalho de alta qualidade, seus belíssimos textos e dicas imperdíveis.
    Gostei tanto, que doravante passarei a seguir seus passos. Posso?
    Belo texto o seu, muito próprio e condizente com o mundo conturbado em que vivemos.
    Estamos sempre nos deparando com pessoas portadoras de vários distúrbios emocionais, inclusive a atual "síndrome de pânico" que tem se transformado numa verdadeira pandemia.
    No mais, seja muito bem-vindo, porque gostei demais de suas idéias.
    Estamos sempre abertos a todos que necessitam de ajuda, mas é preciso não esquecer de nós mesmos, enquanto pessoas e/ ou profissionais.

    Beijos de luz na alma

    Regina Goulart

    ResponderExcluir
  4. Roberto de Lorena11 de abril de 2010 11:22

    Olá Regina !!!
    Prazer em recebê- la aqui em minha casa.
    Regina, sou de Lorena-SP., nascí e moro aqui, onde exerço minhas atividades.
    Adorei o "Entrelinhas". também fiquei seu fã. É muito bom poder compartilhar de coisas boas.
    Siga meus passos, por favor, que doravante seguirei os seus e poderemos trocar experiências e comentários sobre tudo.
    Um beijo, muito obrigado, até já.
    Roberto de Lorena.

    ResponderExcluir
  5. Quem é vivo sempre aparece...
    O que aconteceu que sumiu e de repente apareceu?
    Estou adorando seu blog.
    Hj estou mais pra lá do que pra cá, mas qq hora vou escrever um artigo daqueles que vc conhece, hahahaha....
    Parabéns por sua colocações sempre tão inteligentes...
    E, pra finalizar, tem um chato aí falando do tema do Aytton, que era do Piquet, e tal...
    O importante é que ficou marcado como sendo do nosso eterno Senna..., e, isto ninguém tira dele....
    Bj

    ResponderExcluir
  6. A forma com que vc fala sobre o transtorno de personalidade borderline parece tão senso comum. Tem certeza que estudou o que afirma ter estudado? Acredita realmente que as pessoas desenvolvem o transtorno porque querem "se fazer de loucos"? Não estou afirmando aqui que se deva passar a mão na cabeça de pessoas que cometeram crimes. Mas, afirmo que, se os profissionais da saúde mental não tivessem, eles mesmos, tantos preconceitos com a temática, as pessoas com tal transtorno não seriam identificadas e tratadas antes de cometer crimes ou antes de passarem suas vidas sofrendo com conta do transtorno. É muito triste! Me desculpe, mas me parece, que não quer esclarecer o transtorno nas suas ligações com os fatos que apresenta, mas somente recolher o aluguel dos "castelos". Já eu sou uma potencial esposa para o Nardoni, mais uma Anna Karolina.

    ResponderExcluir